sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Ei, meu amor.. O que estás fazendo agora? Estás cuidando de ti como eu cuidaria se pudesse? Meu amor, é tão difícil isso.. Sabe, esse lance aí.. Amar e não ver. Amar e não poder estar perto para cuidar. É curioso pensar que em meio a 7 bilhões de pessoas no mundo, meu coração escolheu você. Justo você, a quilômetros de distância de mim. É complicado. Esse tal do amor bagunça com a gente, não é mesmo? Bagunça, nos vira do avesso.. Para, depois, - por mais curioso que pareça - descobrimos que ao avesso tudo faz sentido. Meu amor, não me importa que o mundo seja contra.. A vida é minha - mas o coração, é seu. O sorriso é meu - mas o motivo, é você. Sempre foi, desde o início. E, na realidade, eu não me lembro mais qual foi nosso começo. Sei que não iniciamos pelo começo. Já era amor antes de ser. 
Por um momento, não sinto nada. Nem alegria. Nem tristeza. Mas cada hora acontece algo que me remete a dor. O que antes significava “o coração pertencer um ao outro”, pelo visto já não existe mais. Realmente confuso, complexo a forma de o ser humano ir de um extremo a outro, da noite para o dia. Às vezes parece que o dia esperado para fazê-lo é tão somente aquele que anteriormente comemorávamos. O dia de celebração, se tornou o dia da tortura. Curioso, talvez. Cruel, com certeza. No fim, tudo faz sentido. Cada pequena palavra, cada pequena atitude. Tudo engloba um único querer que eu me recusava a aceitar. Porém, aceitação foi a única coisa que me restou. Meu ânimo foi consumido, assim como as minhas esperanças e tudo o que havia de bom em mim.
Hoje você me pediu para nunca deixar você. Bobinho! Como eu iria deixar de respirar o ar que me faz sobreviver? Como deixaria para trás o que me motiva a continuar? Você passou a ser a minha vida desde o dia que te conheci. E olhando para essa estrada à nossa frente, enxergo-me andando por ela apenas contigo ao meu lado. Em toda a minha trajetória, imagino-te de mãos dadas comigo. E todos os meus planos claramente te incluem. Meu futuro lhe pertence, anjo. Minha alma - bem como meu coração - é preenchida inteiramente de você. Você é maravilhoso. É o namorado mais perfeito que existe. E, eu.. Eu não existo sem você.
- Porra, cara! Eu sei que você às vezes pensa que ela te irrita e sufoca. Acha-a chata algumas vezes, ciumenta demais. Mas isso tudo é zelo. É cuidado, é proteção, ainda que talvez pareça em excesso. Aquela garota ama você e o protege com unhas e dentes. Do jeito ciumento, do jeito torto e talvez errado.. Quem se importa? Ela o faz. Eu sei que nessas horas você pode se esquecer momentaneamente, mas tente se lembrar do quanto acha-a linda vestida naquela saia cor-de-rosa. Lembre-se de como você se sente o cara mais sortudo do mundo quando ela acorda ao seu lado e lhe distribui um sorriso, linda naturalmente. Lembre-se de como o cheirinho dela é bom, e de como o perfume de seus cabelos permanece por dias no seu travesseiro, trazendo tranquilidade em noites de solidão. Tente não se esquecer dos carinhos, dos agrados e das demonstrações que ela faz. Lembre-se do quão prestativa ela é, e de como o abraço dela te proporciona uma paz instantânea. Aquela garota enfrenta o mundo por você.. Lembre-se disso, cara! Alguém já fez metade por você do que essa ciumentinha faz? Imagine-se sem as brincadeiras bobas dela. Imagine-se sem as preocupações e as sms’s ao anoitecer e amanhecer. Imagine-se sem o carinho e sem o apoio que ela lhe dá, quando os problemas batem à porta. Imagine-se sem seu refúgio, sem os planos e sem os risos. Nunca sabemos o dia de amanhã, cara! Não desperdice um minuto sequer. Diga-a o quanto ela significa na sua vida. Faça-a se sentir única e especial. Ela é a mulher da sua vida, cara! 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Nada nessa vida é fácil. Nada chega de bandeja, da mesma forma como milagres simplesmente não caem do céu. É preciso querer. É preciso desejar com todas as forças. É preciso fé. Mas, além disso, é preciso agir. É preciso lutar, correr atrás dos seus sonhos e ideais de vida. Por isso digo: se você quer paz, prepare-se para a guerra. Posso afirmar que a minha guerra ainda vai durar, perdurar por bastante tempo. Mas acredito que uma de suas batalhas está sendo vencida. Uma, dentre as muitas que compõem essa guerrilha chamada vida. Mas, cá entre nós.. Todas as coisas boas valem pelo desafio e pela espera, não é mesmo? O fácil enjoa. O comum não atrai. O conquistado tem muito mais valor.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Daniel Radcliffe estaria pensando em se casar com nova namorada

Ator está namorando a assistente de produção Rosanne CokerAtor está namorando a assistente de produção Rosanne Coker
O ator Daniel Radcliffe, protagonista dos filmes da saga "Harry Potter", está pensando em se casar com sua namorada, a assistente de produção Rosanne Coker, de 24 anos.
Segundo uma fonte contou ao jornal "The Sun", o casal está superapaixonado e Daniel está reunindo coragem para pedi-la em casamento. "Eles estão loucos um pelo outro. Daniel quer casar com ela", disse.
O casal se conheceu nos bastidores de "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte I" e, na ocasião, os produtores do filme ficaram preocupados de que o romance ofuscasse o longa. Mas, recentemente, Daniel deixou escapar que está "muito apaixonado".

os sentimentos


“Eu queria encontrar as palavras certas, para causar-lhes uma ruptura sem dor ou lágrimas acusadoras. Eu me esforcei ao máximo para procurar saídas diferentes desta que estou buscando agora. Ao fechar os olhos, eu vejo apenas escuridão, mas ao abrir os olhos, esta mesma escuridão permanece. Como se as pessoas não quisessem mais estar presentes em minha vida. Confesso que meus dramas diários são insuportáveis, e que tenho uma mania terrível de sempre estar pensando sob o lado negativo das coisas, mas será que só isto justificaria tudo que está acontecendo? Mas eu não estou aqui com o objetivo de culpar ninguém, muito pelo contrário, eu estou aqui para pedir desculpas. Desculpa por ser… por não lutar mais. Eu busquei outras maneiras, outras pessoas, até mesmo outro eu. Mas de nada adiantou, esta ferida que está dentro do peito, não irá cicatrizar com o tempo. Pois é impossível esquecer de algo que eu mesma causei.
Mas de que adiantaria agarrar-me a esperança se eu não creio mais nela? Acredito sim, que as coisas um dia podem melhorar. Como eu disse, podem, não é exatamente uma obrigação as coisas voltarem ao normal. É preciso mais do que crer, é preciso esforço para encontrar motivos para levantar da cama. E reclamar não adianta, nem chorar, nem qualquer outro tipo de manifestação de sofrimento. Não existe maneira de expulsar a dor de si mesmo. Por mais que doa, tudo que você pode fazer é sentir. Mesmo que queira se curar, vozes gritam que o melhor a fazer é cair em um sono profundo e eterno. De que adianta olhar para frente, se nada está lá? Digo, é como crer naquilo que não existe. Ou então depositar forças em algo absurdamente frágil. É tolice querer algo que não irá acontecer.  
Eu sinto que para mim está acabado. Não me importo mais com o que dizem, na maioria das vezes nem os ouço. Porque ninguém quer ajudar, e muito menos entender, só querem repudiar o teu comportamento até que você decida não sair mais de seu quarto. É como colocar aquela velha música, e finalmente entender o significado de sua letra. Pessoas sempre precisam de outras para serem felizes. E talvez eu seja aquela valiosa exceção… até certo ponto. O ponto em que a falta de um abraço é capaz de dilacerar todos os meus órgãos. Ou que palavras começam a perder a importância e você grita internamente por atitudes desesperadas daqueles que nem se importam mais.
O complexo ato de querer desistir é incompreendido. Você só entenderá quando estiver disposto a cometê-lo. Não irá se orgulhar, não irá sentir alegria interna, só um tipo de prazer doentio em finalmente descobrir do que é capaz. Porque durantes dias você foi calejando tuas veias, mas nunca na vontade de rompê-las. Então descobre que aquilo era em vão, era brincadeira, uma pequena distração. E então a coragem surge de algum lugar desconhecido até então. É como eu me sinto, como se fosse capaz de me atirar de um prédio qualquer, só pra acabar com isso logo. Mas como todas as coisas na minha vida, será simples e rápido, sem cena melodramática ou lágrimas excessivas.

E agora, finalmente, eu peço desculpas. Desculpa aos poucos que me amam, aos que ainda se importam com o meu destino final, e com as lágrimas que supostamente eu derramo. Mas não se preocupem mais, eu errei em ser fraca, em chorar trancada em meu quarto, em dar gritos de loucura durante a noite, até mesmo socar as paredes na esperança de ter ajuda. Eu nunca quis nada disso. Não quis e não quero ajuda. Não preciso de mais nada. Só quero uma paz interna. Quero ficar livre daqueles que me machucam e me julgam diariamente. Quero ter uma nova vida sem vida. Contudo, eu aprendi uma pequena lição. Lágrimas são inúteis, sangue é desperdício. 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Me ajude, por favor, me ajude. Como nao desistirComo nao desistirse nao tenho ninguem ao meu lado? Ninguem pra segurar a minha mao e dizer que esta tudo bem, ninguem pra me dizer “Voce é boa osuficiente, voce pode”. Sozinha eu nao vou conseguir.
Eu cansei, cansei de me sentir inutil, cansei de olhar ao redor e ver aminha vida passar enquanto eu assisto em uma pequena tela, trancafiada dentro de um mundo do qual nao consigo sair. A dor nao me deixa ficar em pé, nao me deixa firmar as pernas tempo o suficiente para dar um passo, nao consigo sair do lugar. E o pior de tudo nao é o fato de estar em  destroços, o pior de tudo, é que eu nem sei o porque.
Voce nao sabe o quanto é ruim nao ter um amigo com quem desabafar, nao ter alguem para contar as coisas ruins que acontecem na sua vida. Voce nao imagina como é se trancar em um quarto, com as lagrimasinundando a sua garganta, e nao ter quem abraçar, nao ter para quem contar tudo. Voce nao sabe e eu nao desejo que saiba, jamais.
Julgá-la é fácil, não? Mas quantas vezes vocês já tentaram se perguntar o que realmente acontece com ela? Pois é, desde pequena Miley sofriaBullying: chamavam-a de magrela, zombavam de suas orelhas, de seus dentes, de seu pai. Um dia, Miley quase apanhou na escola por isso, sorte que a diretora acabou vendo o que acontecera. Lembra quando ela terminou com Nick Jonas? O tal “Príncipe Encantado”? Miley entrou em uma certa depressão: Toda noite escrevia músicas e começava a chorar. Entrou em certos surtos, postando fotos “indecentes” para a crítica, que no caso eram apenas fotos de biquíni ou com o sutiã aparecendo. Coisas começaram a acontecer a partir dai. Vazou fotos da Miley fazendo topless, e outras coisas parecidas. Com um tempo, surgiu o clipe “Party in the U.S.A”, um clipe normal, sem nada. Mas a imprensa já começou a criticar: Diziam que ela estava se tornando uma vadia, pelo fato de que no clipe ela usava um short curto. Em 2010 outro clipe foi lançado “Can’t be tamed” da qual a letra dizia “Não posso ser domada”, e no clipe, Miley aparecia completamente “rebelde”. Poucos meses depois da estréia de “Who owns my heart” saiu um video na internet dela fumando Sálvia, um tipo de erva que deixa a pessoa animada e perturbada. Ao descobrir, Tish Cyrus, mãe de Miley, resolveu contratar um segurança para seguir nos lugares junto a ela. Funcionou. Mas, em 2011 vazou novamente fotos de Miley com cigarro, só que sem Sálvia desta vez. E é claro, não podemos esquecer das fotos do aniversário de seu atual namorado, Liam: das quais, Miley estara mordendo o bolo, que era em forma de pênis. Tudo bem, isso tudo pode ter sido horrível para certas pessoas, mas o que tem de mais? Vocês se esquecem que Miley é uma garota e comete erros e bagunça a sua vida? Ok, ela fumou: Qual o problema? Milhares de famosos fumaram. Ok, ela fez toless: Vocês não viram nada - Miley estava enrolada em um lençol. “Ela abandonou a Disney”: É CLARO, um dia ela teria que mudar, certo? Ela continua cantando e fazendo filme, o que tem de mal nisso? 
Pois é. Aposto que vocês não sabiam que Miley ajudou em muitas coisas. Sabiam que ela criou uma escola para crianças carentes? Sabiam que ela tem uma tatuagem no peito dedicada a uma fã que tinha câncer e acabou morrendo? Sabiam que mesmo na época em que ela estava com depressão saiu 3 horas da manhã para ajudar o vizinho a procurar seu cachorro? Sabiam que em seu aniversário de 16 anos, Miley fechou a Disney e todo o dinheiro que foi arrecadado ali foi entregado a um orfanato? Sabiam que quando Demi Lovato estava internada na clínica de reabilitação, Miley mandava cartões pra ela? Sabiam que ela ajuda diversas clínicas de crianças e animais que sofrem problemas? Quer saber de uma coisa? Pra mim, Miley acertou muito mais do que errou - É uma pessoa incrível e cheia de esperança. Obrigada, Miley, por me ensinar tantas coisas, com seus erros e seus acertos.
“Quando você erra, as pessoas sempre jogam isso na sua cara. Mas ninguém lembra das coisas certas que você faz.” - Miley Cyrus

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012


A maiorias das crianças ao completarem 11 anos esperavam uma coisa em comum, uma coisa que elas sabiam que nunca iria chegar, mas mesmo assim nunca perderam a esperança. Uma coisa que mudaria a vida delas para sempre, e esperavam, com todo o coração, receber aquela carta, selada com um vermelho brasão, que nele havia um corvo, um texugo, um leão e uma cobra, e um grande ‘’H’’ no meio, e depois disso, ouvir a frase “Você é um bruxo!”. Como sabemos, isso realmente nunca aconteceu com ninguém, mas pare pra pensar, isso nunca aconteceu mesmo? Afinal, quem estava com Harry quando ele derrotou o bruxo mais temido da história? Quem o viu crescer no armário sob as escadas e ser maltratado pelos tios, até receber a carta que mudaria sua vida inteira? Você. Quem o viu embarcar na plataforma nove três quartos, e lá conhecer seus futuros melhores amigos, Ron e Hermione? Quem o viu escolher ir para a Grifinória? Você, você estava lá. Você estava com Harry, quando ele viu seus pais no espelho de Ojesed. Um ano depois, vocêacompanhou Harry a entrar na câmara secreta, salvar a sua futura esposa e a escola inteira. Depois, você recebeu o Mapa Do Maroto dos gêmeos Weasley, e reencontrou seu padrinho, se lembra? Depois, você presenciou a aparição da Marca Negra no meio da Copa Mundial de Quadribol, e viu seu nome saindo das chamas azuis do Cálice de Fogo, e bem na sua frente viu o Lorde Das Trevas renascer, com o sangue de Harry, e Cedrico morto no chão. Você se rebelou com Harry contra as regras da ditadora Umbridge, e fundar a Armada de Dumbledore, e ouvir a profecia, e abraçar Sirius pela última vez, você estava lá. Você descobriu junto com Harry e Dumbledore, sobre as relíquias da morte, você os ajudou a achá-las,você mergulhou no passado do seu maior inimigo e viu Dumbledore, o maior bruxo de todos os tempos, cair da Torre de Astronomia, morto. Se lembra quando deixou a Rua dos Alfeneiros, de número 4, em Little Whitning, pela última vez? E viu sua companheira de anos ser atingida por um feitiço, e morrer depois de cair da moto de Sirius com Hagrid? E aquela frase: “O Ministério caiu, o Ministro da Magia está morto. Eles estão vindo!”, e saber que, não voltaria à sua verdadeira casa, ao lugar que pertencia, porque tinha algo maior em jogo, não sua própria vida, mas seu mundo todo, seus amigos? Vocêestava lá, quando Harry andou em direção a morte, e momentos depois sentiu a brisa da vitória do bem. Você sentiu a dor de ver, parte de seus amigos, com a honra ferida, perdas dolorosas; Fred, Lupin, Tonks, Sirius, Severo, Dumbledore, seus pais. Você estava lá, ao lado de Harry. A luta do bem contra mal, o verdadeiro valor da amizade, a coragem, e o amor. Coisas que sem essa carta, que na verdade, é mais do que uma carta, são 7 cartas ao todo, você não teria presenciado. Porque é nisso, que para muitos, principalmente para mim, me ensinaram, os verdadeiros valores da vida. Meus melhores amigos, Harry, Ron e Hermione. Porque você nunca chegou a pensar, que haveria um final, mesmo sabendo que tudo, algum dia acaba. A verdadeira magia está dentro de nós, afinal, ela só existe, pra quem nela acredita. Essa é a nossa carta de Hogwarts, esse é o nosso trem, que nunca tem hora pra partir, essa é nossa infância. E a quem queremos enganar? Nada vai ser igual. Nós não podemos deixar essa mágica morrer. Mas isso não significa que não podemos abrir nosso mundo a qualquer hora, afinal, ele está lá na nossa prateleira, esperando, caso você queira voltar, e voltar.
SE VOCÊ É FÃ DE HARRY E NÃO LER, VAI SE ARREPENDER E MUITO.
Que lindo :,)
“E, então, ela decidiu mudar. Jogou fora todas aquelas roupas antigas, no qual, não sentia bem em usá-las, jogou fora todos aqueles sapatos velhos, e decidiu comprar uns novos. Trocou todos os livros daquela instante empoeirada, decidiu limpar a bagunça do porão que ninguém entrava a séculos. Resolveu fazer o que diziam por aí: renovar. Pensou em mudar o corte do cabelo e trocar tudo do guarda-roupa amontoado de coisas inúteis que ela nem sequer usava. Pensava “pra quê?”. Pensando bem, tudo aquilo era inútil mesmo. Talvez era o melhor modo de recomeçar, mais aceitável do que ficar no quarto sem fazer absolutamente nada, esperando as coisas acontecerem por ela. Decidiu mudar todos aqueles esmaltes todos sem cores, sem vida, que só comprava pra deixar lá, guardados, pensava assim “qualquer data especial, eu os uso”. Mas todas as vezes que tinha algum compromisso, sempre tinha a mesma desculpa “não vou, não estou afim.” Mas era tudo mentira, todo mundo sabia, que ali, dentro dela, ela não queria mostrar o que realmente havia, e o pior, não queria mostrar isso á ninguém, escondia pra si. Ela nunca contou o que deveria ter contado. Nunca podia se expressar, nunca podia ser ela mesma. Dizia pra si “foda-se” mas no fundo, continuava se importando. E era tudo por causa dele, daquele maldito filho da puta. Por que a prendia tanto assim? Em si? Já estava na hora mesmo de acabar com isso. E então, ela caiu na real. E decidiu mudar. Decidiu sair dessa vida triste, dessa mesmice, desse clichê de sempre. Cansou de ouvir as mesmas músicas que lembravam ele, cansou de tudo. Jogou fora todas as fotografias antigas e decidiu tirar umas novas. Acima de tudo, ainda estava confusa, perdida e assustada. Mas ela tava mudando, não tava? Decidiu até alugar um filme novo pra assistir, sem ser esses de amores correspondidos, alugou um de comédia, só pra poder reviver um pouco. Decidiu até mudar o cardápio do jantar de hoje, aliás, hoje era um dia especial, ela estava mudando. Decidiu que iria mudar de emprego, até porque, odiava o emprego antigo. Disse pra si mesma “vou fazer o meu mundo, como bem entender, assim, vou viver, do meu jeito.” A partir de hoje, ao invés de esperar alguém vir arrumá-la, ela arrumava do seu jeito. E quem quisesse entrar em sua vida, que entrasse e que se acomodasse, mas que não decidisse mudar nada, como ela mesma avisou: “vai ficar desse jeito aí mesmo, não mudo por nada, nem ninguém.” Ariel S. (doceinverno)

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Meninas, vocês que acham que os meninos são galinhas, só brincam com o coração de vocês, saibam: nem todos são assim. E tem muitos garotos que fingem isto, para não notarem que eles estão gostando de uma menina. Saibam também, que o coração de um menino também se parte, ao ver vocês meninas com outros meninos. E lembrem-se:Garotos tem muito mais dificuldade para se expressarem do que você, garotas !
Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes pelo simples fato de terem cruzado o nosso caminho.
Procure aproveitar o que podemos fazer hoje, abraçar, amar, ao mesmo tempo ser feliz, pois o dia de amanhã a gente nunca sabe
O futuro me assusta um pouco, tenho medo que o que me espera seja ruim, devido aos vários erros e tropeços que venho dando ao longo da vida, você nunca terá certeza sobre uma escolha até que suas consequências até que elas sejam reveladas no futuro, não vai ter uma plaquinha te avisando “se virar aqui, vai ser rico” ou ” se fizer isso, vai ser mais feliz”, jogamos no escuro de certa forma, cometemos erros que com certeza vamos tentar consertar e conquistamos vitorias que provavelmente vamos nos orgulhar. A questão é ninguém sabe ao certo o que está por vir, o melhor que você pode fazer e ir vivendo a sua vida um dia de cada vez aproveitando cada momento ao máximo, mas principalmente sendo feliz e quem sabe no futuro isso lhe de bons resultados. 
Fiquei chorando a noite inteiratentando descobrir o que estava sentindo, meu melhor amigo já era meu travesseiro, e lá era onde eu deixava todas as minhas lágrimas caírem, passei a noite chorando e pensando em todos os motivos para as lágrimas, rolava pela cama com o travesseiro na cara com medo de alguém ouvir meu choro, e quando alguém abria minha porta eu passava a mão no rosto e virava meu amigo,tentava esconder todos as coisas que culpassem meu sofrimento,perguntavam se estava tudo bem e eu apenas balançava a cabeça, mais quando saiam minhas lágrimas transbordavam, naquela noite umas 8 vezes alguém se preocupou comigo, eu sai da minha cama e fui pra um cantinho do meu quarto, me encostei na parede e fiquei lá chorando até de manhã. Eu não aguentava mais tanto sofrimento, o que estava acontecendo comigo? Eu não sabia ao certo. Parecia que ninguém ligava para mim, me sentia tão desprotegida. Eu queria que alguém pudesse me entender. Na verdade, eu queria me entender. Era tudo tão confuso. Minha vida era confusa. Eu não me importava com o que falavam de mim, eu só queria ser um pouco mais do que “aquela garota esquisita”. Sabe, é ruim conviver com pessoas que não te suportam, tem inveja de seu melhor amigo. Nem meu nome essas pessoas sabem. É difícil viver com todas aquelas garotas fúteis. Sinto vontade de socar elas quando dão em cima do meu melhor amigo. Elas nem o conhecem direito. Só se importam com a beleza. Não quero mais viver assim. Sendo  motivo de risos. Eu quero uma vida melhor.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Se implorar resolvesse, não me importaria. De joelhos, no milho, em espinhos, agachada, com o cofrinho aparecendo. Uma loucura qualquer, se ajudasse, eu faria com o maior prazer. Do ridículo ao medo: pularia pelada de bungee jump. Chorar, se desse resultado, eu acabaria com a seca de qualquer Estado, de qualquer espírito.Mas amor não se pede, imagine só. Ei, seu tonto, será que você não pode me olhar com olhos de devoção porque eu estou aqui quase esmagada com sua presença? Não, não dá pra dizer isso. Ei, seu velho, será que você pode me abraçar como se estivéssemos caindo de uma ponte porque eu estou aqui sem chão com sua presença? Não, você não pode dizer isso. Ei, monstro do lixo, será que você pode me beijar como um beijo de final de filme porque eu estou aqui sem saliva, sem ar, sem vida com a sua presença? Definitivamente, não, melhor não. Amor não se pede, é uma pena.É uma pena correr com pulinhos enganados de felicidade e levar uma rasteira. É uma pena ter o coração inchado de amar sozinha, olhos inchados de amar sozinha. Um semblante altista de quem constrói sozinho sonhos. Mas você não pode, não, eu sei que dá vontade, mas não dá pra ligar pro desgraçado e dizer: ei, tô sofrendo aqui, vamos parar com essa estupidez de não me amar e vir logo resolver meu problema? Mas amor, minha querida, não se pede, dá raiva, eu sei.Raiva dele ter tirado o gosto do mousse de chocolate que você amava tanto. Raiva dele fazer você comer cinco mousses de chocolate seguidos pra ver se, em algum momento, o gosto volta. Raiva dele ter tirado as cores bonitas do mundo, a felicidade imensa em ver crianças sorrindo, a graça na bobeira de um cachorro querendo brincar. Ele roubou sua leveza mas, por alguma razão, você está vazia. Mas não dá, nem de brincadeira, pra você ligar pro cara e dizer: ei, a vida é curta pra sofrer, volta, volta, volta. Porque amor, meu amor, não se pede, é triste, eu sei bem.É triste ver o Sol e não vê-lo se irritar porque seus olhos são claros demais, são tristes as manhãs que prometem mais um dia sem ele, são tristes as noites que cumprem a promessa. É triste respirar sem sentir aquele cheiro que invade e você não olha de lado, aquele cheiro que acalma a busca. Aquele cheiro que dá vontade de transar pro resto da vida.É triste amar tanto e tanto amor não ter proveito. Tanto amor querendo fazer alguém feliz. Tanto amor querendo escrever uma história, mas só escrevendo este texto amargurado. É triste saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer, implorar. É triste lembrar como eu ria com ele. Mas amor, você sabe, amor não se pede. Amor se declara: sabe de uma coisa? Ele sabe, ele sabe.
Gostei de tantos meninos bizarros.. E você, eu amei. Talvez isso tenha tornado-o perfeito para mim. Perfeito aos meus olhos, ao meu coração. Mas, todos nós sabemos: ninguém pode ter tudo. Me acharão fraca, te acharão fraco. Julgamentos irão surgir de todos os lados.. E você não construirá um negócio como o novo solteirão do pedaço, com mil e uma meretrizes à sua disposição. Entendo as consequências.. Você entende? Está disposto a enfrentá-las? Ah, quer dizer.. Esquece. Vou continuar me agarrando à ideia de que se duas pessoas são feitas para ficarem juntas, eventualmente acharão o caminho de volta. Mas, me diz.. Faria alguma diferença se eu dissesse que ninguém poderia amar tanto alguém quanto eu amo você?
Já estou acostumada com essa vida, cheia de decepções, cheia de nostalgias, de mentiras, de falsidade, de gente egoísta (..) Tô tão acostumada que já nem estou mais me importando tanto. Sabe, não vale a pena eu me juntar nessa bagunça toda, na verdade, não me importar. Porque o que as pessoas são, o que elas fazem ou deixam de fazer, isso é problema delas, eu, tenho que cuidar da minha vida, fazer o que é melhor pra mim, fazer o que me deixa feliz. Porque já estou cansada de sempre me importar com os outros, e sempre me decepcionar… Agora chega, eles, são eles, e o que eles fazem já não me importa mais, sendo bom ou ruim.
E de novo me vejo aqui, escrevendo pra mim mesma, coisas que, talvez, simplesmente não façam o menor sentido pra outras pessoas. De novo me vejo tentando descrever em palavras a monotonia do meu dia-a-dia. Nada de novo. Tudo na mesma. Eu aqui com meu café extremamente amargo (pra combinar com o coração), escrevendo coisas que certamente serão inúteis até pra mim mesma. Tenho até que me lembrar de anotar em alguma coisa e colar na parede do quarto:“Manter a força e seguir em frente. Vai ver esbarro com a felicidade em uma esquina qualquer”. Pode parecer clichê mas é uma das minhas maiores metas hoje em dia; acho que um incentivo à mim mesma. Não sei. Se bem que o que eu preciso mesmo é uma motivação. Tá tudo meio sem pé nem cabeça ultimamente. É difícil achar algo que realmente faça sentido. É imensamente tedioso acordar todas as manhãs e saber o tudo o que vai acontecer durante o dia (a tal de rotina) - acordar todo dia, na mesma cama, com os mesmos lençóis, tomar um gole do mesmo café, ter o mesmo diálogo com as mesmas pessoas e ir dormir sem ter nada de diferente pra contar no dia seguinte. Cansei das mesmas coisas de sempre, e se não duvidar, to começando a cansar de mim mesma por aceitar viver assim. Acordo sempre cheia de planos na cabeça, mas com a certeza de que eles vão permanecer apenas aqui dentro mesmo. É como se nada do que eu fizesse fosse ser considerável pra ninguém. Ando sentindo falta de algo que me surpreenda, de alguém que desperte em mim algum tipo de sentimento maior que a admiração. Essa frieza que adquiri ao longo do tempo se tornou um problema maior do que deveria ser. Tá faltando sentimento nesses meus dias. E porra, eu preciso de algo que me tire dessa rotina. Um amor, nem que seja pra quebrar a cara mesmo; não me importo. Até lágrimas seriam uma coisa boa na situação em que eu tô. E de novo, tô escrevendo as mesmas idiotices (que não me servirão de nada), nas mesmas folhas amassadas, pra guardar na mesma gaveta, com a certeza de que em nada vai mudar na minha vida.
Paixão é diferente de amor. Dependência é diferente de amar. Paixão é algo avassalador, cheio de desejo. Paixão é fogo, é intenso, cheio de posse e chega muito perto do amor, porém acaba rápido demais. Quando só existe paixão, a pessoa vê no outro apenas um rosto bonito, corpo e andar atraentes - o interior fica em segundo plano. Paixão é idealizar. É quando você percebe que ama uma pessoa por causa de. Isso não é amor. Amor não tem razão, nem motivos. Isso é paixão. É fantasia. Já a dependência afetiva é quando a paixão se torna doença. É a necessidade psíquica de estar com alguém, mesmo que a outra não queira mais. Essa dependência é fruto de falta de confiança, falta de amor próprio e baixa estima, e faz com que a pessoa necessite estar com a outra por medo de não encontrar mais ninguém em sua vida. Isso é besteira. É burrice. Está longe de ser amor. É psicose, loucura. Vício. Não dos bons, mas dos piores. Agora, o que é o amor? Claramente, o amor é um sentimento que não nasce sozinho. Algumas vezes ele se desenvolve a partir de uma paixão.. Ou quem sabe, até de uma dependência afetiva. A pessoa dependente, caso tenha um desenvolvimento adequado de sua auto-confiança e auto-estima, pode ter tal dependência diluída, e mudar seus conceitos pré-estabelecidos anteriormente. Descobrimos que começamos a amar quando os defeitos começam a surgir - frustrando a pessoa apaixonada e fantasiosa -  e mesmo assim o sentimento não morre - ou, melhor dizendo, não se altera. A pessoa ama apesar de. O amor é algo mais amadurecido. Leva tempo até se afirmar. Às vezes começa com uma simples amizade, com um namoro.. E com o tempo a pessoa descobre que não podem viver sem a outra. Alias, poder ela pode. Mas o sofrimento perduraria, se tornando cruel e perpétuo. Nesse caso o amor foi surgindo aos poucos. Ambos tiveram tempo de se conhecer, ver as boas e as más características que cada um possuía, e escolher se valia a pena enfrentar juntos os bons e maus momentos que aparecessem. O amor é como uma plantinha que vem crescendo em terra fértil e com o passar do tempo vai criando raízes cada vez mais profundas. Sem falar que o amor afeta e muito a personalidade da pessoa. Quando se ama, a relação com a família melhora, bem como seu rendimento, tranquilidade e paciência. E com a distância, o verdadeiro amor só tende a aumentar. Podemos considerar como “prova de fogo”. Se mesmo longe a pessoa sente falta do outro, sente falta da sua voz, da sua conversa e da sua presença, então ela realmente ama.
A verdade é que eu enjoei de torta de limão, e não uso mais aquela camisa branca com um furinho nas costas que eu adorava. E lembra daquela pulseira que eu não tirava do braço? Eu a perdi, e não quis mais comprar outra. Então não uso mais nada. Mudei de perfume também. Mudei de filme preferido. Descobri que gosto de comidas apimentadas.Não escuto mais Simple Plan todo dia. Ah, e e eu desisti de fazer publicidade, agora eu quero ser médica. Troquei de número, de endereço, de amigos. Quase não resta nada daquela garota que você conheceu no passado. Me tornei forte pra caramba, e não derramaria uma lágrima por você, se nossa história fosse de agora.Aprendi a não precisar das pessoas para ser feliz. E quer saber? Me dou muito bem assim, não sei mais o que é acordar com o rosto inchado de tanto chorar na noite passada. Sabe aquela garota indefesa e sensível que você conheceu? Morreu. Se tornou uma verdadeira mulher. Aquela, sabe, que vivia caindo. Ela aprendeu a derrubar também. E aprendeu a se pôr em primeiro lugar. Mas sabe o melhor de tudo isso? É que eu não sei mais quem é você. E todo choro, mágoa, dor e medo que você já me causou virou um aprendizado. E não sabe o quanto eu sou grata por tudo o que você já fez comigo. Nunca teria me tornado a pessoa que sou hoje. Quando aprendi a ser minha, finalmente deixei de ser sua

pequeno sonho

Tive um sonho tenso, é. Tipo, eu não sei se vocês sabem, mas eu quero ser escritora... Sonhei que vinha um menino novo pra minha escola, ele entrava na minha sala e etc e a gente se tornava amigo. Tipo... melhores amigos, sabe? Então sonhei que ia ter uma festa e ele desmaiava do nada, no meio de todo mundo. Aí fui com ele no hospital e tudo. Aí eu fiquei lá com ele por dias, porque na verdade ele estava em coma. Ninguém soube o porque. Aí, depois que ele pôde voltar pra casa eu fui visitar ele e levei meus projetos porque ele tinha dito que queria ver. Então a gente passou a tarde inteira conversando e ele me contou que tinha uma doença ~que eu não lembro qual é~ e eu fiquei muito triste. Muito triste e com medo. E aí, ele disse que Nescio (meu projeto principal) seria a melhor história da história se eu a concluísse ~história da história, k~. Lógico que eu ri feito uma louca pq né... Aí ele disse que eu devia concluir porque era muito boa e blablabla. Então, ficou nisso, eu comecei a escrever de pouquinho em pouquinho e no início/meio de 2013 ele morreria daquela doença. E eu vi ele morrendo, tipo.. no hospital, na minha frente, eu tava olhando nos olhos dele... E eu prometi: eu vou terminar de escrever, porque você me pediu, porque você queria e você era meu beta-reader favorito. E eu fiquei muito triste e etc. E aí eu concluí. Aí, depois, tipo, sonhei comigo bem mais velha ~e namorando com o Logan Lerman, pensa/ brinks kkkk~ em uma entrevista em Londres contando isso pro público e dizendo que eu nunca tinha contado para ninguém, que era a primeira vez que eu contava essa história. E eu tava chorando, com um vestido vermelho ~que eu achei lindo k~.... Enfim, eu achei muito tenso, eu acordei com meu travesseiro molhado, resta saber: de baba ou de lágrimas (KKKKKKKKKK não era baba .-.). Porque tipo, eu nunca lembro dos meus sonhos, NUNCA MESMO. E normalmente, quando eu lembro, quase sempre acontece. Não são déjá vus, ou sl escrever, acontecem mesmo, é tenso. Espero que o final desse aconteça, não a morte, deus me livre. É muito ruim quando uma pessoa especial entra na sua vida, vira ela de cabeça para baixo e depois tem que ir. Mesmo que isso me tornasse uma escritora, é difícil perder. Não importa o quê, é difícil.
Já faz um certo tempo que eu cheguei à conclusão de que não devo mais ficar desse jeito - triste e me lamentando. Não digo como se eu pudesse escolher entre ficar feliz ou triste. Nada disso. Eu me sinto só, deixada de lado. Sinto que não sou mais tão necessária para alguém. Mas para que vestir toda essa tristeza, solidão e melancolia que me cercam? Já é dor demais para ter que intensificar assim. Então eu sorrio. Sorrio com a esperança de um dia o sorriso anteriormente forjado, acabe se tornando sincero quando eu menos esperar. Não sei como, não sei onde, não sei quando.. Mas a fé foi tudo o que me restou. Nem tudo é o que parece. Por trás desse sorriso, existe uma alma que chora. Que grita, implorando por salvação. E eu vou me manter dessa forma até onde eu conseguir suportar. Até chegar meu limite e a tristeza transbordar como cachoeiras pelos meus olhos. Não que eu não chore hoje, mas.. Quer saber? Hoje nasce uma nova mulher.

Eu esperei muito de você. Esperei além do que realmente seria possível. Esperei que você entendesse esse meu jeito complicado, que me aceitasse por completo, com meus defeitos e minhas qualidades. Esperei que, você fosse o primeiro a fazer tudo valer a pena; que a nossa história não fosse apenas uma mera paixão passageira. Esperei que, algum dia, eu entrasse na igreja e te visse esperando no altar. Esperei que você fosse conseguir me amar com a mesma intensidade que eu te amava. Esperei de você, muito mais do que qualquer pessoa seria capaz de esperar. Esperei muito até de mim mesma. Criei na minha cabeça uma falsa versão da realidade. Eu achava que amar, talvez se resumisse a esse negócio de corresponder o sentimento do outro, de esperar o melhor da outra pessoa e de si mesmo também. Então aprendi que o verdadeiro conceito do amor não tem nada a ver com isso de sempre criar expectativas exageradas em torno das coisas. Percebi que, aquilo que tínhamos, nunca havia sido amor. Amor de verdade é se entregar sem exigir nada em troca; é pular nos braços do outro sem saber se ele vai ou não te segurar. Amor é algo como vendar os olhos e seguir em uma direção sem saber o que vem pela frente. O que tínhamos juntos, com certeza, não chegava nem perto de ser amor. Talvez por isso tenha durado tão pouco tempo, talvez fosse muita incerteza pra pouco sentimento. Errei quando comecei a esperar muita coisa de você. E, sinceramente, percebi que não sei amar, não nasci pra isso. Então passei a não esperar nada de ninguém. Fui vivendo e aprendendo. Não crio mais expectativas em torno de mais nada. A verdadeira intenção talvez seja me deparar com alguém que me ensine o verdadeiro significado do amor. Que me faça viver uma história completamente diferente da nossa. Se eu conseguir, ótimo. Se não conseguir, foda-se. Eu consigo ser feliz sozinha.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Longe de você, bem longe. 29 de janeiro de 2012.
Um dia me falaram para erguer a cabeça, seguir em frente, pois algum dia eu tropeçaria em alguém que realmente valesse a pena… Tropecei em você. De algum modo você acabou entrando na minha vida. Entrou na minha cabeça, nos meus pensamentos e, eventualmente, no meu coração.
Nunca planejei nada; nunca esperei nada. Achei que você seria somente mais uma daquelas pessoas que acabam entrando na sua vida sem querer e saem sem querer também, sem deixar muitas marcas. Estava errada.
No meio de tantas brincadeiras e palavras falsas, acabei acreditado quando você disse “eu te amo”. Tolice, eu sei, mas quem seria ousado o bastante para culpar um coração apaixonado? Não, eu não disse “eu também te amo”, parte de mim ainda queria acreditar que você seria só mais um desses tropeços da vida.
{…}
Numa noite qualquer me peguei deitada na cama sorrindo. Não foi mais um desses sorrisos que todos nós somos obrigados a fingir diariamente, foi um sorriso bobo. Aquele sorriso bobo que eu só dava quando pensava em você. Seria a hora de admitir meu sentimento? Foi a primeira vez que “conversamos sério”, você se lembra? Achei que, de uma forma ou de outra, o melhor seria eu me afastar. A gente nunca daria certo mesmo. Foi a segunda vez que você disse “eu te amo”Não acreditei. Acho que foi o fato de sempre conversarmos em tom de brincadeira que me fez duvidar das suas palavras.“Só sei que quando eu te chamei de namorada, não era brincadeira”lembra disso? De qualquer forma eu não consegui me afastar, só a ideia de permanecer longe de você me assustava.
Um sorriso sempre era a primeira coisa que aparecia no meu rosto ao ver você me chamar de “namorada”. Por uns segundos isso me fazia sentir o seu abraço. Nos tornamos namorados a partir daí? É, uma pergunta. Fomos namorados? Ainda somos? Ou foi um só um jogo? Bom, eu estava perfeitamente feliz esses dias, feliz até demais. Digamos que eu tenho até um certo tipo de trauma em ficar feliz demais, pois sei que, cedo ou tarde, algo chegaria para destruir tudo. Dessa vez não foi diferente.
Talvez seja só ciúmes, coisa da minha cabeça, ou talvez você realmente tenha enjoado de mim. Talvez suas palavras nunca tinham sido verdadeiras. Só sei que as coisas parecem ter mudado, não sei por que, não sei como, mas mudaram. Eu continuo pensado em você o dia todo, e abro um sorriso toda vez que faço isso, admito. E eu? Ainda sou a pessoa em que você pensa antes de dormir?
Hoje acordei com esse pensamento de que eu deveria te esquecer, quem sabe eu nem fizesse falta mesmo. Será que faço o certo em tentar te evitar?Será que eu conseguiria? Afinal, nunca cheguei a achar que a gente poderia dar certo, essa distância parece tomar conta de tudo.
Mas permaneço com a pergunta principal: ainda sou sua?
Garota tola eu, sempre acreditando nas palavras de quem não devo…

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Demetria Devonne Lovato, conhece? Não? Eu te apresento. É a mulher mais forte que eu conheço, passou por momentos terríveis e nunca tirou o sorriso do rosto, sempre sorrindo para ninguém perceber que ela tava mal. Ela sofreu bullying, abandonou a escola pra estudar em casa, se drogou, não comia, chegou provocar sangue, se cortou, passou por bocados, mais sempre sorrindo. E quando percebeu que não dava mais pra sorrir, resolveu mostrar pro mundo que havia atrás daquele sorriso, que anos ela escondia. Foi internada por problemas alimentares, e nesse meio tempo que ela tava na clinica se tratando, os lovatics do mundo inteiro pedia pra ela fica “Stay Strong”, a gente sabia que a gente ajudara assim, e a gente sempre dizia que ela ia voltar com tudo, não demorou muito, depois de uns meses, ela voltou, alias ela se levantou como um “Skyscraper,” e permanece “Unbroken” e voltou pra calar a boca de muita gente que duvidou dela. Sim ela voltou com tudo e ta aí pra te provar isso. Quem é Demi LovatoMinha inspiração!